7.5.11

cartas para ti 2#

" Lembras-te? Tudo começou no primeiro fim de semana de Setembro de 2010. Não te conhecia de lado algum, nunca te tinha visto na minha vida. Foi por acaso que te conheci ( talvez hoje pense que foi o destino ou não que tenha preparado tudo ), numa dessas festa de final de Verão. Tu gostavas dela, da amiga que estava comigo. Vi isso no olhar que lhe lanças-te enquanto ela se dirigia a ti. Eu fui simplesmente a reboque atrás dela. Nesse dia disse-me repetidamente que tinha de te conhecer, e só lhe fiz a vontade afinal de contas é das melhores pessoas que conheço e não me custava nada conhecer-te. Conheci-te, Olhei-te e tu olhaste-me. Naquele momento o meu mundo virou mais de 360º , já não tinha noção do tempo, em que lugar estava, as horas que eram, se era dia ou noite. Os teus olhos castanhos e esse olhar profundo mudaram tudo. Queria pensar ( e obrigava-me a pensar ), que não tinhas mudado nada no meu mundo, mas era impossivel. Durante dias , na minha mente, não surgia nada senão esse teu sorriso rasgado, o teu rosto tão simples e o teu olhar pronfundo que emitia calma e sinceridade. Queria conhecer-te mais profundamente e foi o que aconteceu. O Facebook (como sempre a história das redes sociais :b), permitiu isso e muito mais. Passei a conhecer-te como a palma da minha mão, como se te conhece-se desde sempre. Conheco cada canto da tua mente, cada traço da tua personalidade. Com o tempo fomos ficando mais próximos, fomos criando uma relação mais profunda. Pra mim começas-te a ser mais que amigo, começas-te a ser o rapaz por quem eu sempre esperei. aquele rapaz que me deixa feliz só com a presença dele, que me põe um enorme sorriso na cara com o seu sentido de humor unico, aquele que esta lá sempre quando mais preciso de chorar ou desabafar, tornaste-te único. Passei a amar-te. Quanto a ti não sei, nunca te predisposes-te a afirmar o que te passa pela cabeça, pelo pensamento. Sei que houve um dado momento desde que nos conhecemos que tive de te amparar as tuas quedas, quando a minha amiga te rejeitou, quem não te deixou cair fui eu, quem esteve lá para te ajudar fui eu, quando mais precisas-te de alguém foi a mim que recorres-te. Não me arrependo de nunca te ter deixado cair , apesar de todas as quedas servirem de exemplo para não voltar-mos a cometer o mesmo. Não me arrependo de nada. Apesar de ter-mos cortado ligações durante um tempo, nunca deixei de pensar em ti. Todos os dias, todas as horas, todos os minutos, todos os segundos, tu aparecias na minha mente e perguntava-me porquê, porque estávamos assim. Nunca obtive uma resposta. A dada altura voltas-te a retomar contacto comigo e pareceu que nunca nos tinhamos deixado de falar, parecia aqueles tempos em que falavamos como melhores amigos. Nessa altura caiu a bomba. Estavas apaixonado por outra. Queria odiar-te, deixar de te falar, tirar-te do meu coração, mas em vão. Não consegui porque simplesmente a amor consegue ser mais forte que o ódio. Hoje, lembro-me das palavras ditas por ti há uma semana: já raramente falamos, se não for eu a meter conversa com ela, já nem se lembra que eu existo. Sim, ainda gosto um pouco dela. Em parte aliviou saber que já não gostavas assim tanto dela como no inicio, mas eu não sei o tamanho desse pouco, e dá-me uma angústia enorme saber disso. Esse teu silêncio faz-me sofrer. Por vezes acho que sou masoquista comigo própria porque, apesar de infligires dor ao meu coração eu continuo a amar-te cada vez mais. Sim, amo-te muito meu amor, as palavras não chegam para explicar tal sentimento e a sua grandeza. E esta, é mais uma das cartas que te escrevi e nunca irás ler meu bem. Com muito amoor, a pessoa que te mais quer neste mundo. "



8 comentários:

Catarina disse...

adorei#

Catarina disse...

ora essa :)

márcia disse...

pois é minha fofinha :)

joanaf disse...

ai que fooooooooofa princesa! nem sabes a alegria que me dás! *-*
estou a ver que temos os mesmos gosto musicais o: eu amo a musica.
quanto ao teu texto: nao sei mesmo o que dizer ;s está perfeito, exprimes tão bem aquilo que sentes querida :S

joanaf disse...

nem digas isso, está L-I-N-D-O! e ainda bem que temos os mesmo gostos musicas (:
acredito que sim princesa, fica sempre :x mas vais ver qwue esse amor um dia vai adormecer, com a chegada de outro... pelo menos é o que toda a gente diz, eu ainda nao o consegui provar.
QUE FOFA! eu adoro visitar o teu cantinho lindo, enche-me o coração de alegria *-*

Mafalda disse...

Gostei muito:)

joanaf disse...

claro linda, e tu ao meu! *
mas enfim :x nao faz mal princesa, a minha prima também toca saxofone :o correu bem?

joanaf disse...

selinho à tua espera (: