20.5.11

simple.



 
« Mostraste-me a essência da verdadeira definição do verbo amar. Tornaste-te o meu porto seguro, o meu abrigo, o meu maior desejo, a minha maior esperança, o meu maior orgulho, a minha maior fraqueza, naquele que eu não pensava amar como amo hoje, naquele que mais preciso e mais quero. Amar-te não é um capricho do meu coração ou um passatempo da minha cabeça. Amar-te é algo que ultrapassa constantemente o meu ser, que nem palavras conseguem descrever. »


6 comentários:

Ricardo Mendes disse...

tudo aquilo que escreves, é tão bonito. E sem dúvida a música de fundo, ajuda a torna-lo perfeito :)

ainda bem que ajudei!

blessedwithacurse.blogspot.com disse...

Olha fofinha, hoje á bocado, estava abatida, deprimida, sinta-me vazia, não sei. E ele veio falar comigo, preocupou-me e até me chamou bébe e tudo o que me chamava quando andavamos, enfim, mas dei sempre barra.


Lyy. (L)

joanaf disse...

é bom saber isso!

blessedwithacurse.blogspot.com disse...

Não sei, sabes, o homem das cartas tinha razão á cerca dos 3 rapazes, e um deles é o Diogo!


♥-te.

Mafalda disse...

Lindo:)

Ricardo Mendes disse...

obrigado :)

eu acredito que sim, eu não resisti e acabei por pôr a mesma no meu blog, faz as palavras ganharem mais sentido :)