30.7.11

cold.

Esta noite, contrariamente a tudo, não tive uma pinga de calor. Frio, era o frio que percorria a minha pele, o meu corpo e devastava o meu coração. Era um frio que, só com a sua leve brisa, congelava tudo. O meu coração, os meus sentimentos, simplesmente tudo. Tinha necessidade de ser aquecida por ti, pelo teu calor, pelos teus gestos mas, mais uma vez, preferiste deixar-me só, no meio de quatro paredes geladas pela dor que emana o meu coração.
Obrigada por me dares mais esta desilusão. Sinceramente não sei como te agradecer o que me estás a fazer agora.




2 comentários:

Joana disse...

Agradece-lhe seguindo em frente e arranjando alguem melhor ;)

solange disse...

obrigada querida :)