19.1.12

please leave my life, my head, my heart.


Sabes do que estou farta? De não conseguir entender que raio é que tu andas a fazer comigo. Pensas que eu sou o que, hãn? Que sou tipo luvas de latex, que se deitam foram logo a seguir à primeira utilização? Que sou alguma oferecida? Enganas-te. Sabes o significado de sentimentos, humanidade e desilusão? ah, espera esqueci-me, claro que não sabes. O teu dicionário pessoal não reconhece palavras desse calibre, aboliu-as. O teu dicionario prefere palavras como brincadeira, descartar e rir na cara dos outros à descarada. Sinceramente nem sei porque é que ainda me preocupo contigo. Ah, já sei, talvez porque ainda te ame mais do que aquilo que devia. Descansa que nunca mais na tua vida vais ter alguém que te tenha aturado as porras tanto como eu, que te tenha abdicado de coisas por ri como eu abdiquei e que principalmente te dê o amor todo que te dei, e tem em atenção que foi mesmo todo, não foi metade nem um terço. Pus a minha vida nas tuas mãos e tu desperdiças-te tudo o que ainda tinha para te dar. Agora pedes desculpa é? Essas desculpas já vêm tarde. Uma realidade que não posso mudar presentemente é a de amar-te

4 comentários:

Sadie. disse...

oh, se for o melhor para ti, tu é que sabes querida! agora se te magoar..

Bárbara Silva disse...

Força! Mais vale olhar para trás e saber que demos tudo por alguém, mas se aquilo foi embora, a culpa não foi nossa!
Adorei, vou seguir*

» ana almeiida disse...

lindo blogge e texto tambem ain querida como eu te compriend a vida as vezes traz-nos destas coisas mas nós temos de ter força e meter estas coisas para traz e viver uma vida nova vou seguir o teu blogge segue o meu tambem se gostares beijinhos ++

mandycheshire disse...

Texto forte, curto e directo. êpá, adorei <3 Um gostinho amargo tão saboroso...