26.4.11

distância.

Sinto que cada vez estás mais longe de mim, que cada vez te desligas mais de mim. Sinto isso até demais neste coração estupidamente frágil sabes? Desde que te conheci que a minha vida levou uma volta gigante. Mudas-te o meu mundo com o teu olhar, mudas-te cada movimento meu com gestos teus, mudas-te a minha ideia de definição de amor pouco sólida para uma ideia bastante maior e mais palpável. Tornaste-te o ar que eu respiro, tornaste-te o mundo inteiro que nunca tive, tornaste-te o meu abrigo, o meu porto seguro, o meu instinto, o meu maior desejo, a minha esperança, a minha idealização de perfeito a minha maior fraqueza, mas sobretudo tornaste-te a pessoa que mais amei, amo e continuarei a amar na minha vida. Nunca mudaria nada do passado até agora, não me arrependo de algum acto meu ou de palavras que foram ditas de maneira mais forte para te agarrar. És o meu mundo sabes? Vais continuar a sê-lo, pelo menos por enquanto e por um longo tempo. Talvez mesmo, até ao final dos meus dias. Digo-te, és o amor da minha vida e da minha simples existência. A distância? Essa, apesar do fosso enorme que está a criar entre nós, vai passar com um sopro do vento e o resto virá com a calma e serenidade que sempre soube juntar para constriur o nosso, e só nosso, amor.

P.

5 comentários:

márcia disse...

nem o meu, mas nao me importava que fosse xD

© hurricane disse...

muito obrigada **

márcia disse...

ahahah, podes crer :o

Jú S disse...

muito obrigada :)
"A distância? Essa, apesar do fosso enorme que está a criar entre nós, vai passar com um sopro do vento e o resto virá com a calma e serenidade que sempre soube juntar para constriur o nosso, e só nosso, amor." é bem verdade **

© hurricane disse...

és uma querida *.*